Pastoral do Dizimo

DÍZIMO – O QUE É?

O Dízimo é a décima parte oferecida a Deus e, em nosso caso, à Igreja. É uma forma estipulada e educativa para levar a comunidade a se lembrar concretamente de Deus. Não foi a Igreja que inventou o dízimo. Ele é a resposta do homem e da mulher à bondade e à misericórdia de Deus.

O Dízimo só faz sentido quando a pessoa aprende a fazer experiência com Deus.  Haverá a necessidade de se educar para essa experiência com Deus. Fundamentalmente é uma questão de espiritualidade bíblica, que deve ser trabalhada na comunidade de fé.

Contribuir com o dízimo é solidarizar-se com os demais membros da comunidade, com as demais comunidades da Paróquia e com as demais Paróquias da Arquidiocese. O valor da contribuição deve ser estipulado pelo coração de cada dizimista e seu pagamento será mensal, para permitir o adequado planejamento financeiro da Paróquia.

PORQUE IMPLANTÁ-LO EM NOSSA PARÓQUIA?

Porque é esse o caminho escolhido pela Igreja do Brasil. Na sua XVI Assembléia Geral em Itaici – SP (1974) os Bispos optaram pelo Dízimo. Destacamos o principal ponto que devemos ter presente:

“Todas as Igrejas Particulares no Brasil devem ter como meta a implantação do Dízimo como sistema de contribuição sistemática e periódica, que substitua progressivamente o sistema de taxas”.

AS DIMENSÕES DO DÍZIMO

DIMENSÃO RELIGIOSA 

  • Salários e encargos sociais dos Padres e dos funcionários;
  • Manutenção da Igreja e da Casa Paroquial;
  • Luz, água e telefone;
  • Segurança;
  • Manutenção de computadores;
  • Impressos e materiais de escritório e gráfica;
  • Folhetos e livros litúrgicos;
  • Hóstias, vinhos, velas, flores;
  • Material de Catequese e das demais Pastorais.

DIMENSÃO SOCIAL

  • Ajuda aos pobres, órfãos, menores abandonados, indigentes e comunidades carentes;
  • Assistência aos doentes e demais necessitados;
  • Ajuda àqueles que, por alguma razão, não podem prover seu sustento;
  • Promoção humana: creches e escolas.

 DIMENSÃO MISSIONÁRIA

  • Contribuição para a Pastoral Arquidiocesana e às demais Paróquias e Comunidades co-irmãs;
  • Contribuição para seminários;
  • Preparação de missionários leigos e ajuda às Comunidades Missionárias.

Como contribuir com o Dízimo em nossa Paróquia? 

Primeiramente o paroquiano deverá inscrever-se como contribuinte do dízimo através do preenchimento da Ficha Cadastral,  da forma mais completa e clara possível.
Feito o cadastramento, o paroquiano receberá um carnê para pagamento de suas contribuições mensais na data e no valor por ele estipulados, nos plantões das Missas dos Sábados e Domingos ou em qualquer dia na Secretaria da Paróquia.

MISSÃO

A Pastoral do Dízimo tem como missão a conscientização da Comunidade, ou seja, fortalecer a identificação e o compromisso cristão dos leigos, convidando-os a uma maior participação na vida da Igreja. Sob esse aspecto, quer se considere o tema do ponto de vista bíblico, teológico ou sociológico, o sistema do Dízimo se impõe como muito mais verdadeiro, seja como instrumento de construção da comunidade, seja como forma de expressão de sua participação real.

VOLUNTÁRIOS: ALEGRIA E COMPROMETIMENTO NO SERVIR

A Pastoral do Dízimo sempre necessita de voluntários para suas atividades, pois precisa no mínimo de dois agentes em cada Missa do Sábado e Domingo. Quanto mais voluntários tivermos, melhor tornar-se-á nosso trabalho.

As pessoas que desejarem trabalhar na Pastoral do Dízimo devem manter, como primeira opção, o serviço à Igreja, sentir-se parte de um corpo onde cada membro tem funções especiais e importantes nos objetivos e nas metas traçadas, que são: fazer com que cada fiel se sinta tocado no coração para a co-responsabilidade com a missão da Igreja, com a generosidade e desprendimento de quem aprendeu a repartir seus bens, dons e talentos com os que mais necessitam, dando e doando-se no máximo possível, sempre segundo as decisões do coração, que reparte sempre mais do que pode, porque tem a certeza de que a generosidade é que realiza e faz felizes as pessoas.

Quem desejar integrar a Pastoral do Dízimo deve informar seu nome, telefone, endereço, e-mail no site ou na Secretaria da Paróquia, que será imediatamente contatado por um membro da Pastoral.

Nunca é demais lembrar que, quando uma pessoa decide ser da Pastoral do Dízimo, deve ser eficiente e consequente, e estará em atitude de serviços aos dizimistas diante de qualquer situação, tendo consciência de que a partilha pelo Dízimo trará mudanças fundamentais de mentalidade na comunidade, transformando pessoas em irmãos solidários, fraternos, que partilham e se amam.

ATIVIDADES 

Proclamar nas Missas de Sábado e Domingo os nomes dos dizimistas aniversariantes de cada semana, inclusive do cônjuge;
Enviar carta de felicitações no aniversário dos dizimistas;
Promover, no segundo final de semana de cada mês, a Missa dos Dizimistas;
Promover anualmente, no final de semana que antecede a Festa de Cristo Rei no mês de novembro, a Celebração do Dízimo;
Distribuir ao final de cada ano o calendário para o ano seguinte a todos os dizimistas e famílias da Paróquia.

José Roberto Cordeiro, Coordenador da Pastoral do Dízimo

Imprimir