Pastoral da Crisma

A Crisma é o segundo sacramento da Igreja Católica Apostólica Romana, denominado como “sacramento da maturidade cristã”. É ministrado a jovens já batizados, que possuam idade superior a 17 anos. Crisma significa a confirmação de um compromisso pessoal com Cristo e com a comunidade cristã, efetivado anteriormente pelo Batismo. É a ratificação das promessas batismais efetuadas pelos pais e padrinhos no dia do batismo.

A(o) jovem que vai ser crismada(o) deve ter uma madrinha ou padrinho, que podem ser os mesmos do batismo, cuja responsabilidade é zelar para que ela ou ele cumpram fielmente as obrigações inerentes a este sacramento. A Crisma é ministrada pelo Bispo ou autoridade eclesial que dele recebeu a delegação competente para ministrá-la. Para que a jovem ou o jovem possam receber o sacramento da Crisma, é necessária comprovação, por

intermédio de certidão adequada, de que foi batizada ou batizado na Igreja Católica.

Para receber a Crisma, é requerido que os jovens passem por um curso preparatório, quando serão relembrados os ensinamentos da Igreja Católica. 

A celebração da Crisma resulta na efusão do Espírito Santo, como outorgada aos apóstolos por ocasião de Pentecostes, no aprofundamento e no crescimento da graça batismal e do sentido da filiação divina, une o crismando mais solidamente a Cristo, aumenta os dons do Espírito Santo, torna mais visível a sua vinculação com a Igreja e concede uma graça especial para testemunhar a fé. A doutrina sobre este sacramento ensina aos cristãos que ele imprime sobre os jovens caráter indelével, que os vincula de forma marcante a Cristo, como propriedade sua.

Tanto para a preparação como para receber a Crisma há necessidade de se efetuar pessoalmente a inscrição na secretaria paroquial, ocasião em que será preenchida a Ficha de Inscrição para a Admissão à Crisma. 

Álvaro Heitor Manfredini Junior, Coordenador da Pastoral da Crisma

Imprimir